O USO DAS TECNOLOGIA DIGITAIS ACESSÍVEIS COMO ESTRATÉGIA DE APREDIZAGEM NO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO - AEE

Mirian Mirna Becker, Iury José Sodré Medeiros, Vanessa Lima Lamazon

Resumo


Este trabalho objetiva explanar sobre o uso das tecnologias digitais acessíveis no Atendimento Educacional Especializado – AEE e sua importância frente ao processo de inclusão. Desse modo, este relato de experiência apresenta as estratégias desenvolvidas mediante o uso das tecnologias digitais acessíveis, descrevendo sobre sua importância no apontamento de perspectivas de práticas pedagógicas inclusivas, promoção da equidade e desenvolvimento da autonomia dos alunos com deficiência no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Roraima – CAP/ UFRR. Assim, podemos concluir que, o uso das tecnologias digitais acessíveis, promovem o desenvolvimento das habilidades funcionais dos alunos com deficiência, e consequentemente tornam-se mais independente, o que influencia na sua qualidade de vida, desenvolvimento da aprendizagem, interação em sala de aula, e com isso fortalecem os processos de inclusão escolar. Estas atividades objetivaram tornar o espaço da Sala de Recurso Multifuncional um local de convivência e troca de experiências entre todos, e com isso articular e influenciar no processo de inclusão escolar. Como também, propor reflexões, colaborações e caminhos inclusivos na educação.


Palavras-chave


Estratégias Inclusivas. Atendimento Educacional Especializado. Tecnologias Digitais Acessíveis.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica/Secretaria de Educação Especial. MEC/SEESP, 2001.

CONFORTO, Débora; SANTAROSA, Lucila. Acessibilidade Web: internet para todos. Revista de Informática na educação: Teoria e Prática. PIGIE/ UFRS. V. 5, n. 2, p. 87-102, nov/2002.

PASSERINO, L; MONTARDO, S. Inclusão Social via Acessibilidade Digital: proposta de inclusão digital para as pessoas com necessidades especiais. Revista E-compós, v. 8, 2007.

ZANATO CB, GIMENEZ R. Educação inclusiva: um olhar sobre as adaptações curriculares • Revista @mbienteeducação. Universidade Cidade de São Paulo. Vol. 10 - nº 2 • jul/dez, 2017 - 289-303.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.