INTERFERÊNCIAS DO LIXO ELETRÔNICO NO AMBIENTE E NA QUALIDADE DE VIDA: PROBLEMAS E SOLUÇÕES

José BOSLE, Lenir Rodrigues MINGHETTI,, Mauricio Luiz SOMENSI,

Resumo


Esse artigo propõe uma discussão a partir de uma revisão bibliográfica sobre o tema e apresentação de uma boa ideia em busca de soluções para o lixo eletrônico de alunos do Curso Técnico de Segurança do trabalho do Cedup de Tubarão sobre a reciclagem de componentes do lixo eletrônico, reduzindo o impacto no ambiente. A mídia, por sua vez,  poderia  promover campanhas de conscientização dos problemas à saúde que os componentes químicos integrantes do lixo eletrônico, não somente apresentar novas macas ou produtos. Despertar o interesse em um novo estilo de vida com o consumo consciente, despertar o interesse da reciclagem e utilização dos materiais, principalmente dos aparelhos eletrônicos. Esse é também o papel da escola ao favorecer espaços para essa discussão e ação.


Palavras-chave


Lixo eletrônico. Meio Ambiente. Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, et al. Geração e destino dos resíduos eletrônicos de informática nas instituições de ensino superior de natal RN. Disponível em http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/395

BRAGA, Júlia. Obsolescência programada: o consumo exacerbado e o esgotamento de fontes naturais. Brasil - Revista - Meio ambiente - Goethe-Institut, 2012. Disponível em: http://www.goethe.de/ins/br/lp/kul/dub/umw/pt10282568.htm Acesso em 01 de dez. de 2015.

CARPANEZ, J. 10 mandamentos do lixo eletrônico. In: http://g1.globo.com/noticias/tecnologia/0,,mul87082-6174,00 . acessado em 03 de outubro de 2007.

FREITAS, Lixo tecnologico e os impactos no meio ambiente

MACIEL, álan Cavalcante. Lixo Eletronico. ENIAC

MOI, Paula Cristina Pedroso; SOUZA, Ana Paula Silva de; OLIVEIRA, Milena Magalhães;

FAITTA, Amanda Cristina Jorge; REZENDE, Weverson Batista de; MOI, Gisele Pedroso e

FREIRE, Fernando Augusto De Lamonica. LIXO ELETRÔNICO: CONSEQUÊNCIAS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES. n. 7 (2012). SSN 1980-7341. Disponível em: http://www.periodicos.univag.com.br/index.php/CONNECTIONLINE/article/viewFile/105/390 Acesso em 01 de dez. de 2015.

OLIVEIRA. R .S; GOMES. . E. S; AFONSO. J. C.. O lixo eletrônico: uma abordagem para o ensino fundamental e médio. Revista Química nova na escola . V.32, n. 4,novembro,2010. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_4/06-RSA10109.pdf . Acesso: 12/12/15.

PINA; TEDESCO. Lixo eletrônico: o que fazer com os componentes eletrônicos

R. Y. NATUME. F.S.P. SANT ANA. Resíduos Eletroeletrônicos: Um Desafio Para o Desenvolvimento Sustentável e a Nova Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Terceiro Workshop Internacional em sustentabilidade. São Paulo.Brasil. Maio. 2011. Disponivel em: acesso: 12/12/15.

SILVA, LUIZ FERNANDES DA. O LIXO ELETRÔNICO NA CIDADE DE MUNHOZ DE MELLO - UM ESTUDO DE CASO. Monografia de Especialização em Gestão Pública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá – 2011. Disponível em: Acesso em 01 de dez. de 2015.

W. G. R. NETO. ESTUDO DE CASO: GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS PROVENIENTES DO SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Palmas 2009. Disponível em: http://www.catolica-to.edu.br/portal/portal/downloads/docs_gestaoambiental/projetos2009-1/4-periodo/Estudo_de_caso_gerenciamento_dos_residuos_provenientes_do_setor Acesso: 12/12/15.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.