CULTURA ESCOLAR: RESSIGNIFICAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

Marcio Eleotério Cunha

Resumo


Todos sistemas sociais, portanto, envolvem significação, mas nem todos eles são sistemas significantes ou culturais. A cultura pode ser aproximadamente resumida como o complexo de valores, costumes e práticas que constituem em o modo de vida de um grupo específico. Este estudo busca oferecer algumas possibilidades para interpretar a cultura escolar e suas ressignificações contemporâneas, e contribuir na formação crítica de professores. Para esse estudo foi utilizado o estudo bibliográfico de livros de domino público e artigos disponíveis na internet. A história da cultura, seus referenciais teóricos, são fundamentais para refletir a respeito pela cultura que queremos ensinar na escola atual. Os avanços e as dificuldades encontradas no passado e permitir compreender melhor a evolução do currículo escolar e do papel do professor nesse processo.

Palavras-chave


Cultura escolar. História. Professor.

Texto completo:

PDF

Referências


CHERVEL, ANDRÉ. História das disciplinas escolares: reflexão sobre um campo de pesquisa. In: ______. Teoria e Educação. Porto Alegre, UFRGS: V.2, 1990.

DOMINIQUE, JULIA. A cultura escolar como objetivo histórico. Revista Brasileira de História da Educação, n.1, Campinas, São Paulo, p. 9-43, 2001.

EAGLETON, TERRY. A idéia de cultura. Tradução de Sofia Rodrigues, Lisboa, 1ª edição, 2003.

FRAGO, Antonio Frago. Possibilidades, problemas, cuestiones. Historia de la educación y historia cultural, Campinas, n.0, p. 63-82, novembro 1995.

FORQUIN, JEAN-CLAUDE. ESCOLA E CULTURA: as bases sociais epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, p. 9-26, 1993.

FILHO,L.; GONÇALVES, I.; VIDAL, D.; PAULILO, A.; A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.1, p-139-159, jan/abr 2004.

KNECHTEL, M. R. Multiculturalismo e processos educacionais. Curitiba: IBPEX, 2005.

MELLO, SUELY. Infância e humanização: algumas considerações na perspectiva histórico cultural. Revista Perspectiva, Florianópolis, v.25, n.1, p.83-104, jan/jun.2007. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/viewFile/1630/1371, Acesso no dia 27/06/2018.

PESAVENTO, SANDRA J. HISTÓRIA & HISTÓRIA CULTURAL. Belo Horizonte, editora Autêntica, p. 39-62, 2008.

REGO, TEREZA. Vygotsky: Uma perspectiva histórico cultural da educação. Editora Vozes, Petrópolis-Rio de Janeiro, 2012.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.