QUE EDUCAÇÃO AMBIENTAL É ESSA DA QUAL FALAMOS?

Larissa Rodrigues de Oliveira, Elisabeth Brandão Schmidt

Resumo


O texto tem como objetivo discutir a respeito dos movimentos de Educação Ambiental (EA) que são desenvolvidos no exercício de práticas pedagógicas de alfabetização de adultos trabalhadores, no contexto de educação não escolar (ENE) em uma cooperativa de resíduos sólidos, localizada na cidade do Rio Grande, RS. Sob o viés das experiências de docência, suscitam reflexões sobre a existência ou falta de ações voltadas à EA nesse espaço, e de que maneira essas iniciativas são desenvolvidas e potencializadas. Tal processo educativo acontece por meio do projeto de extensão “Alfabetizando mulheres trabalhadoras” que vem proporcionando espaço para o diálogo e o exercício da autonomia dos participantes do projeto a partir de reflexões sobre seu próprio contexto social e os papéis que eles desempenham para melhorá-lo.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, C. R. Aqui é onde eu moro, aqui nós vivemos: escritos para conhecer, pensar e praticar o Município Educador Sustentável. 2. ed. Brasília: MMA, Programa Nacional de Educação Ambiental, 2005.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. ed. 20. Campinas, SP. Papirus. 1989.

DI PIERRO, Maria C. JOIA, Orlando. Ribeiro, Vera M. Visões da educação de jovens e adultos no Brasil. Cadernos Cedes, ano XXI, nº 55, novembro. 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. 54ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre a experiência. Tradução Cristina Antunes, João Wanderley Geraldi. 1. ed.; 1. Reimp. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Trajetória e fundamentos da educação ambiental. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

SÁ, Laís Mourão. Pertencimento. In: JR, Luis Antônio Ferraro (org.). Encontros e caminhos: formação de educadoras(es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, 2005, v. 01. p. 245 - 255.

SEVERO, José Leonardo Rolim de Lima. Educação não escolar como campo de práticas pedagógicas. Revista brasileira Estudos pedagógicos (online), Brasília, v. 96, n. 244, p. 561-576, set./dez. 2015.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.