A IMPORTÂNCIA DA ROTINA PARA CRIANÇAS AUTISTAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Gabriela Duarte Silva Machado

Resumo


Este artigo tem como objetivo compreender o conceito de Transtorno do Espectro Autista (TEA) e a importância da rotina escolar para esse sujeito.  É importante salientar que as crianças com esse diagnóstico precisam ser comunicadas de cada momento que acontece no seu cotidiano, para que passam a frequentar um novo espaço educacional. Com a compreensão de que faltam respostas e sobram incertezas, decidimos discutir esse tema no sentido de encontrar possíveis respostas que possa ajudar as famílias e professores de crianças com TEA.  Essa pesquisa se configura como qualitativa e se procedeu com pesquisa bibliográfica e observação do contexto educacional específico da rotina no Ensino Fundamental. Procuramos analisar as diferenças entre cotidiano e rotina que para Barbosa (2006, p. 94) é pensar numa forma eficiente para coordenar a intenção de cuidar e o ato de educar, e mostrando como uma importante categoria pedagógica, que os profissionais da educação estruturam para, a partir dela desenvolver seu trabalho no cotidiano escolar. Assim, vou abordar nesse artigo os temas: A contextualização das rotinas e sua importância e, a inclusão das crianças no Ensino Fundamental.  Analisamos alguns aspectos da rotina em uma escola que oferece a Ensino Fundamental, em que foi observado como a criança com TEA se diferencia quando as condições do ambiente se alteram. Procurando compreender se a rotina proporciona momentos em que as crianças sintam-se motivadas e interessadas a aprender. Para tal fim, torna-se necessário observar como ocorre a adaptação das crianças com TEA.


Palavras-chave


Ensino Fundamental. Inclusão. Rotina. Transtorno do Espectro Autista – TEA.

Texto completo:

PDF


Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.