PRÉ-NATAL: ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA DAS GESTANTES ATENDIDAS NO CENTRO DE ESTUDO E ASSISTÊNCIA À SAÚDE DA MULHER (CEASM) DO MUNICÍPIO DE LAGES – SC

Anny Caroline Menegazzo de Almeida, Mirian Kuhnen, Igor Fonseca dos Santos, Karina Sales, Renata Couto de Arruda Bunn

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar se as gestantes atendidas no Centro de estudo e assistência à saúde da mulher (CEASM) do Município de Lages-SC foram orientadas quanto a assistência odontológica e a importância da saúde bucal. A amostra foi composta por todas as gestantes cadastradas no SIS pré-natal, que aceitaram responder ao questionário e assinaram o TCLE. Foram entrevistadas 91 gestantes com idade entre 14 e 43 anos, onde a grande maioria possuía o ensino médio mesmo que incompleto além de algum vínculo empregatício. Aplicou-se um questionário especificamente elaborado, com dezenove questões fechadas. Após a obtenção dos dados os mesmos foram submetidos à análise em frequência absoluta e frequência relativa. Constatou-se que 77% das gestantes não receberam orientações de higiene bucal; 75% não recebeu orientação para procurar o cirurgião-dentista no período gestacional e 65% das gestantes entrevistadas não procuraram o cirurgião-dentista mesmo sendo orientadas. Após análise dos resultados pode-se concluir que a maioria das gestantes que frequentaram o CEASM em relação ao acesso à assistência odontológica estavam desassistidas e sofreram com à falta de orientação sobre higiene bucal e sobre a importância de procurar o cirurgião-dentista durante a gravidez. Portanto, evidencia-se a necessidade de uma equipe de saúde bucal no acompanhamento pré-natal promovendo atenção voltada para as práticas de prevenção e promoção em saúde para as gestantes.


Palavras-chave


Gestantes. pré-natal. Assistência odontológica.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, O. M. R. D.; ABEGG, C.; RODRIGUES, C. S. Percepção de gestantes do Programa Saúde da Família em relação a barreiras no atendimento odontológico em Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública, [S.l.], v.20, n.3, p.789-96, 2004.

______; SANTOS, M.L.dos; MACIEL, S. S. S. V. Avaliação do sistema de agendamento de consultas odontológicas para gestantes do Cabo de Santo Agostinho. Rev. Fac. Odontol. Pernambuco, Camaragibe, v. 18, n. 1/3, p. 45-50, jan./dez. 2000.

ALVES, R. T. et al. Perfil Epidemiológico e Atitudinal de Saúde Bucal de Gestantes Usuárias do Serviço Público de Juiz de Fora – MG. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada, [S.l.] v. 10, n. 3, p. 413-421, set./dez, 2010

BALBINO, R. R. Doença periodontal na gravidez. 2015. Dissertação de mestrado em Medicina Dentária. Instituto Superior De Ciências Da Saúde Egas Moniz.[S.l], 2015.

BARBOSA, T. R. C. De L.; CHELOTTI, A. Avaliação do conhecimento de aspectos da prevenção e educação em Odontologia, dentição decídua e oclusão, em gestantes e mães até 6 anos pós-parto, com fator importante na manutenção da saúde bucal da criança. Rev. Inst. Ciênc. Saúde, [S.l.], v.15(Nº Especial): p.13-7, mar. 1997.

BASTIANI, C. et al. Conhecimento das gestantes sobre alterações bucais e tratamento odontológico durante a gravidez. Odontologia Clínico-Científica (Online), [S.l.], v.9, n2, p.155-160, 2010.

BERNANRD, B. et al. Percepção popular sobre saúde bucal: o caso das gestantes do Valão. Saúde Debate. [S.l.], n. 34, p. 33-39, 1992.

BEZERRA, M. de P. Percepção da gestante sobre a Integralidade da Atenção Pré-Natal. 2008. Dissertação de mestrado em Saúde Coletiva – MSC. Universidade de Fortaleza, Fortaleza, 2008.

BRASIL, Ministério da Saúde. Assistência Integral à Saúde da Mulher: Bases de Ação Programática. Brasília, 1985.

______.Ministério da Saúde. Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento. Brasília,2000a.

______.Ministério da Saúde. Manual Técnico de Assistência Pré-natal. Brasília, 2000b.

CARVALHO, V. C. P.; ARAÚJO, T.V.B. Adequação da assistência pré-natal em gestantes atendidas em dois hospitais de referência para gravidez de alto risco do Sistema Único de Saúde na cidade do Recife, Estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 7, n. 3, p. 309-317, 2007.

CATARIN, R. F. Z.; ANDRADE, S. M. de; IWAKURA, M. L. H. Conhecimentos, práticas e acesso a atenção à saúde bucal durante a gravidez. Revista Espaço para a Saúde, Londrina, v. 10, n. 1, p. 16-24, dez. 2008.

CODATO, L. A. B.; NAKAMA, L.; MELCHIOR, R. Percepções de gestantes sobre atenção odontológica durante a gravidez. Ciênc. Saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, n. 3, jun. 2008.

COSTA, I. C. et al. A gestante como agente multiplicador de saúde. Revista de pós-Graduação da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 5, n. 1-2, p. 87-92, 1998.

COSTA, I. do C. C. Atenção odontológica à gestante na triangulação médico-dentista-paciente: os (des) caminhos desse cotidiano. 2000. Tese de Doutorado. Faculdade de Odontologia de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2003.

COUTO, A. da S. Conhecimento de saúde bucal das gestantes da área de abrangência do Centro de Saúde de Goiânia – Belo Horizonte – Minas Gerais. 2009. Tese de Mestrado. Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

DELGADO, J. A. A relação da doença periodontal com o parto prematuro. Revista Incelências. [S.l.], v. 5, n. 1, 2015.

FELDENS, E. G. et al. A percepção dos médicos obstetras a respeito da saúde bucal da gestante. Pesq. Bras. Odontopediatria Clin. Integr, v.5, n.1, p.41-46, 2005.

FERNANDES, R. A. Q; NARCHI, N. Z. Saúde bucal de gestantes de uma comunidade carente do Município de São Paulo: problemas percebidos e acesso a tratamento. Online Brazilian journal of nursing, (Online), Niteroi, v. 7, n. 2, ago. 2008.

FINKLER, M.; OLEINISKI, D. M. B.; RAMOS, F. R. S. Saúde bucal materno-infantil: um estudo de representações sociais com gestantes. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v.13, n. 3, p. 360-368, jul. /set. 2004.

GASPARIN, A. B. et al. Percepção de médicos obstetras sobre a saúde bucal de gestantes. Int. J. Dent., Recife, v. 8, n. 2, p. 72-78, abr. / jun. 2009.

GENCO, R.J. Current view of risk factors for periodontal diseases. J Periodontol, [S.l.], v. 67, n. 10, p. 1041-9, 1996.

GONÇALVES, J. B. et al. Conhecimento sobre saúde bucal das gestantes atendidas em CRAS. Revista Interfaces. [S.l], v.3, n.8, p.1-08, 2015.

GUIMARÃES, A. O.; COSTA, I. C. C.; OLIVEIRA, A. L. S. As origens, objetivos e razões de ser da odontologia para bebês. J. B. P. J. Bras. Odontopediatria Odontol. Bebê. [S.l.], v.6, n.29, p.83-86, 2003.

IUSEM, R. Necessidade do tratamento odontológico em gestantes. Sel. Odontology., [S.l.], v.4, n.16, p.28-31, 1949.

KONISHI, F.; LIMA, P. A. Odontologia intrauterina: a construção da saúde bucal antes do nascimento. Rev. Bras. Odontol. [S.l.], v.59, n.5, p.294-295, 2002.

LAGES. Prefeitura Municipal. Secretaria de Saúde. Lages, abr. 2014. Disponível em: http://www.lages.sc.gov.br/site_novo/noticias.php?id_noticia=3084 > Acesso em: 5 out. 2015.

LEAL, N.P.; JANNOTTI, C.B. Saúde bucal da gestante atendida pelo SUS: práticas e representações de profissionais e pacientes. FEMINA, [S.l.], v.37, n. 8, p.414, ago. 2009.

MAEDA, F. H. L.; IMPARATO, J. C. P.; BUSSADORI, S. K. Atendimento de pacientes gestantes: a importância do conhecimento em saúde bucal dos médicos ginecologistas-obstétras. RGO. Revista Gaúcha de Odontologia, (Online), Porto Alegre, v. 53, n. 1, p. 59-62, jan./mar. 2005.

______; TOLEDO, L. P; PANDOLFI, M. A visão das gestantes quanto as condutas odontológicas na cidade de Franca (SP). UFES. Revista de Odontologia,Vitória, v. 3, n. 2, p. 8-14,jul./dez. 2001.

MAMELUQUE, S. et al. Abordagem integral no atendimento odontológico à gestante. Unimontes, [S.l.], v.7, jun. 2008.

MARTINS, L. O. et al. Assistência odontológica à gestante: percepção do cirurgião-dentista.

Rev. Pan.-Amaz. Saúde, [S. l.], v. 4, n. 4, p. 11-18, 2013.

MELO, N. S. O. et al. Hábitos alimentares e de higiene oral influenciando a saúde bucal da gestante. Cogitare Enferm, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 189-97, abr. / jun. 2007.

MENDES, H. De S.; Condições de saúde bucal das gestantes atendidas na atenção primária do município de Botucatu-SP e seu conhecimento sobre a importância da saúde bucal na gestação. 2014. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2014

MENOLI, A. P. V.; FROSSARD, W. T. G. Perfil de médicos ginecologistas/obstetras de Londrina com relação à saúde oral da gestante. Semina, [S.l.], v. 18, n. (ed. Especial), p. 34-42, 1997.

MOIMAZ, S. A. S. et al. O acesso de gestantes ao tratamento odontológico. Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 39-45, 2007.

_______; et al. Condição periodontal durante a gestação em um grupo de mulheres brasileiras. Cienc. Odontol. Bras., [S.l.], v. 9, n. 4, p. 59-6, out./dez, 2006.

MORAES, M. S. de. et al. Avaliação da assistência às gestantes: o caso do Município de São José do Rio Preto. Revista Brasileira de Saúde Materno-Infantil, São Paulo, v. 4, n. 4, p. 375-384, 2004.

OLIVEIRA, A. C. A. P. de; OLIVEIRA, A. F. B. de. Saúde bucal em gestantes: um enfoque educativo-preventivo. JBP. jornal brasileiro de odontopediatria & odontologia do bebê, Curitiba, v. 2, n. 7, p. 182-5, maio/jun. 1999.

POLETTO, V. C. et al. Atendimento odontológico em gestantes: uma revisão da literatura.

Stomatos, [S. l.], v.14, n. 26, p. 64-75, jan. / jun., 2008.

QUEIROZ, S. M. P. L. Promovendo a saúde bucal nos diferentes ciclos da vida: gestante e bebê. Rev. CRO Paraná, Paraná, v. 11, n. 51, p. 8-9, 2005.

RAMOS, T. M. et al. Condiçoes bucais e hábitos de higiene oral de gestantes de baixo nível socio-econômico no Município de Aracaju-. Pesqui. bras. Odontopediatria clín. integr, João Pessoa, v. 6, n. 3, p. 229-235, set./dez. 2006.

REIS, D. M. et al. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes. Cien. Saúde Coletiva, [S.l.], v. 15, n. 1, p. 269-276, 2010.

RIBEIRO, C. de M. Relação entre doença periodontal em gestantes com parto prematuro e o nascimento de bebês de baixo peso. Revista Saúde e Desenvolvimento. [S.l.], v. 4, n. 2, jul./dez, 2013.

ROCHA, M. C. B. S. Avaliação dos conhecimentos e das práticas de saúde bucal - gestantes do Distrito Sanitário Docente Assistencial Barra/ Rio Vermelho - Município de Salvador (BA). 1993. Tese de Doutorado. Faculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1993.

ROCHA, C. F. de A.; PENA, J. V.; MENDONÇA, S. M. S. de. Condição periodontal de gestantes e nascimentos de bebês prematuros e de baixo peso. Perionews. [S.l.], v. 9, n. 5, p. 429-434, set./out. 2015.

ROSELL, F. L.; POMPEU, A. A. B. M.; VALSECKI JR, A. Registro periodontal simplificado em gestantes. Rev. Saúde Pública, Araraquara, SP, v. 33, n. 2, p. 157-62, 1999.

SANTOS, E. B et al. Periodontopatógenos e riscos de complicações na gravidez. Uma Revisão de Literatura. Perionews. [S.l.], v.8, n.3, p. 243-248, 2014.

SANTOS NETO, E. T. dos. et al. Acesso à assistência odontológica no acompanhamento pré-natal. Ciência & Saúde Coletiva, [S.l], v. 17, n. 11, p. 3057-3068, 2012.

SANTOS-PINTO, L.S.; UEMA, A. P. A.; GALASSI, M. A. S.; CIUFF, N. J. O que as gestantes conhecem sobre saúde bucal. Jornal Brasileiro de Odontopediatria. Odonto Bebê,[S.l.],v. 4, n.21, p. 429-34, 2001.

SARTORIO, M. L.; MACHADO, W. A. S. A doença periodontal na gravidez. Rev. Bras. Odontologia, [S.l.], v. 58, n. 5, p. 306-8, set. /out. 2001.

SCAVONE, Lucila. Dar a vida e cuidar da vida: feminismo e ciências sociais. São Paulo: UNESP, 2004.

SCAVUZZI, A. I. F.; ROCHA, M. C. B. S. da; VIANNA, M. I. P. Percepção sobre atenção odontológica na gravidez. J. Bras. Odontopediatr. Odontol. Bebe, Curitiba, v. 1, n. 4, p. 43-50, out./dez. 1998.

________; _________; _________. Atenção odontológica na gravidez: uma revisão. Rev. Fac. Odontol. Univ. Fed. Bahia, v.18, p. 46-52, 1999.

SCHWARTZ, M.; HOLMES, H.I.; SCHWARTZ, S.S. Care of the pregnant patient. J. Can. Dent. Assoc., [S.l.], v. 53, n. 4, p. 299-301, 1987.

SERPA, E. M.; FREIRE, P. L. De L. Percepção das gestantes de João Pessoa – PB sobre a saúde bucal de seus bebês. Odontologia Clínica-cientifica, Recife, v. 11, n. 2, p. 121-125, abr. / jun. 2012.

SILVA, A. D. da M. Pré-natal e Odontologia: grau de conhecimento sobre saúde bucal de gestantes da maternidade Cândido Mariano, Campo Grande - MS.1998. Tese de monografia. Escola de Saúde Pública Dr. Jorge David Nasser. Campo Grande, 1998.

SILVA, J. R. O. Avaliação e tratamento da paciente gestante na Odontologia. Odontol.

Mod., [S. l.] v.17, n.7, p.23-8, 1990.

SILVA, M. V.; MARTELLI, P. J. Promoção em saúde bucal para gestantes: uma revisão de literatura. Odontol. Clín. Cient. [S.l.], v. 8, n. 3, p. 219-224, 2009.

SILVA, S. R. C.; ROSELL, F. L.; VALSECKI JÚNIOR, A. Percepção das condições de saúde bucal por gestantes atendidas em uma unidade de saúde no município de Araraquara, São Paulo, Brasil. Rev. Bras. Saúde Materno. Infant., Recife, v. 6, n. 4, p. 405-410, out. / dez., 2006.

SILVEIRA, R. C. J.; AMARO, C. J.; SOUZA, E. H. A. Avaliação das condições de saúde e higiene bucal em gestantes. Ver. Cons. Reg. Odontologia, Pernambuco, v.3, n.2, p. 61-70, 2000.

STAMFORD, T. C. M.. Risco de cárie e grau de conhecimento da saúde oral em gestantes do Instituto Materno Infantil de Pernambuco – IMIP. Rev. IMIP, Recife, v. 14, n. 1, p. 73-8, jan./jun. 2000. ilus.

TIVERON, A. R. F.; BENFATTI, S. V.; BAUSELLS, J. Avaliação do conhecimento das práticas de saúde bucal em gestantes do Município de Adamantina – SP. J. B. P. rev. Ibero-am. odontopediatr. odontol. Bebê, Curitiba, v. 7, n. 35, p. 66-77, jan./fev. 2004.

VIEIRA, G. de F.(org); ZOCRATTO, K. B. F. (org)., Percepção das gestantes quanto a sua saúde bucal. RFO UPF, Passo Fundo, v. 12, n. 2, ago. 2007.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.