FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE ENSINO RELIGIOSO NA EDUCAÇÃO BÁSICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS DA GÊRENCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LAGES – SC

Syandra Aparecida Varela, Lurdes Caron

Resumo


Ensino Religioso (ER), um componente curricular da área do conhecimento, garantido na legislação brasileira, para tanto, exige formação de professores. Este projeto de pesquisa está inserido no campo da Historia da Educação e relacionado à formação de professores que atuam com aulas de Ensino Religioso na educação básica das escolas públicas estaduais da Gerencia Regional de Educação de Lages (GERED). Trata-se de uma pesquisa cientifica bibliográfica, documental, de abordagem qualitativa com dados quantitativos. Objetiva conhecer como está e como se dá a formação de professores para o Ensino Religioso nas escolas públicas da rede estadual de Lages. A formação de professores de Ensino Religioso (ER), a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1996, vem sendo desenvolvida em cursos de graduação, oferecendo aos professores habilitação na área com revisão de sua prática pedagógica no fazer cotidiano do ER. A pesquisa foi realizada tendo presentes hipóteses/perguntas: Qual a importância do Ensino Religioso na Educação Básica? Todas as escolas públicas de Educação básica tem Ensino Religioso? Entre os profissionais da educação quais estão envolvidos com o Ensino Religioso na Educação básica? Parte da problemática Como acontece e como é desenvolvida a formação de professores envolvidos com o Ensino Religioso para as escolas de rede públicas estadual de Lages? Como fonte de pesquisa foram utilizadas referencias teóricas, com autores, entre outros, como: Freire, Oliveira, Figueiredo, Caron, Junqueira, Nóvoa e documentos fornecidos pela Secretaria de Educação de Lages (SED). Os resultados visualizados mostram a carência de cursos de graduação com habilitação em Ensino Religioso em Instituições de Ensino Superior do Planalto Serrano de Lages, bem como, em outras modalidades de cursos de formação em ER. A formação integral do educando para exercer sua cidadania, por meio da educação viabilizada na escola acontece quando todos os componentes curriculares são trabalhados de forma participativa, organizada e com efetivas políticas de formação de professores, o que envolve também os de Ensino Religioso.

 


Palavras-chave


Formação de Professores. Ensino Religioso. História da Educação. Educação Básica.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, R. Textos Políticos da História do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1996. p. 142. v. 1).

BANDEIRA. M. M. H. Formação de professores na prática reflexiva. Piauí.

BRUSTOLIN. A. L. Et al. Formação de professores de Ensino Religioso - Uma inovação da Extensão Universitária. Porto Alegre.

CAETANO. C.M. Et al. Ensino Religioso: sua trajetória na educação brasileira. Minas Gerais.

CAMARA. P. M. C. O ensino religioso nas escolas públicas e suas implicações. Minas Gerais. 2012.

CONFERENCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. O Ensino Religioso no Cenário da Educação Brasileira: aspectos históricos e sócio-político-cultural. São Paulo: CNBB, 2007.

CARON, Lurdes. Entre Conquistas e Concessões: uma experiência ecumênica em educação religiosa escolar. São Leopoldo: Sinodal: IEPG, 1997a. (Série de Teses e Dissertações, 9.

CARON, Lurdes. (Org.). O Ensino Religioso na Nova LDB: histórico, exigências, documentário. Petrópolis: Vozes, 1997b.

CARON, Lurdes. Políticas públicas para a formação de professores para a educação Básica. In: JUNQUEIRA, S. R. A et al (Orgs). Ensino Religioso: memória e perspectivas. Curitiba: Champgnat, 2005, p. 99 – 117.

CARON, Lurdes. Políticas e Práticas Curriculares: Formação de professores ao Ensino Religioso. Tese (Doutorado em Educação: Currículo). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, 2007.

CARON, Lurdes. Cursos de Ciências da Religião – Licenciatura Plena e a formação de professores de Ensino Religioso. In: OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro; MORI, Geraldo (orgs.). Religião e educação para a cidadania. São Paulo: Paulinas; Belo Horizonte: Soter, 2011, p. 189-228.

CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

CHIZZOTTI, Antonio. Repensando a Teoria Crítica e a Pesquisa Qualitativa. São Paulo: PUC, 2006.

COSTA. F.M.A. Um breve histórico do ensino religioso na educação brasileira. Rio de Janeiro. 2009.

DALFOVO, M. S. Et al. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v.2, n.4, p.01-13, Sem II. 2008.

DELORS, Jacques. Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez: Brasília: MEC: UNESCO, 1998.

ESTADO DE SANTA CATARINA. Instituições de Ensino Superior. Programa Magister. Informações Gerais. Florianópolis: SEE/IES, janeiro de 1998a.

ESTADO DE SANTA CATARINA. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. Currículo: ensino religioso. Florianópolis: SED, 2001.

FONAPER. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Religioso. São Paulo: Ave Maria, 1997.

FONAPER. (Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso). Capacitação Docente. Curitiba: FONAPER, setembro de 1998a. (Caderno)

FONAPER. (Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso). Capacitação Docente: Licenciatura – Lato Sensu – Extensão para o Ensino Religioso. Brasília: Divisão Gráfica – UCB – Impresso na Docutech - UCB, 1998b.

FONAPER. Ensino Religioso: Referencial curricular para a proposta pedagógica da escola. Curitiba: FONAPER, 2000a, (Caderno Temático nº 01).

FONAPER. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Religioso. Ed. AM. São Paulo, 1997

FREIRE, Paulo. A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

FREIRE, Paulo. Professora Sim, Tia Não: cartas a quem ousar ensinar. 9. ed., São Paulo: Olho D’água, 1998.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 22ª ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

GATTI. B. Formação de professores no Brasil. Educ Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, out.-dez. 2010.

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo. O Processo de Escolarização do Ensino Religioso no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2002a.

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo. Ensino Religioso e sua Relação Pedagógica. Petrópolis: Vozes, 2002b

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo. Um ideal, um caminho, uma proposta. Processo histórico de uma Catequese Escolar para Educação Religiosa Escolar na Província Marista do Rio de Janeiro 1958 a 1995. Curitiba: Champagnat, 2001.

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo; WAGNER, Raul (Org.) Ensino Religioso no Brasil. Curitiba: Champagnat, 2004.

JUNQUEIRA, Sérgio Rogério Azevedo; OLIVEIRA, Lilian Blanch (Org.). Ensino Religioso: memória e perspectivas. Curitiba: Champagnat, 2005.

JUNQUEIRA. Sérgio Rogério Azevedo (Coord.). Mapa da Produção científica do ensino religioso: no período de 1995 a 2010. Curitiba – PR: PUCPR: Sistema Integrado de Bibliotecas – SIBI/PUCPR – biblioteca Central. 2013.

JUNQUEIRA, S. (org). 2009. O Sagrado: fundamentos e conteúdo do Ensino Religioso. Curitiba: Ibpex

JUNQUEIRA. S. Formação do Professor de Ensino Religioso: Um Processo em Construção no Contexto Brasileiro. Revista Estudos da Religião. São Paulo

KAUARK. F.S. Et al. Metodologia da pesquisa um guia prático. Itabuna. Ed Via Litterarum,2010.

MESSIAS. F.M.C. Reflexões sobre Formação Docente. Rev. Kur’Yt’yba. Campo Grande. v.3,n 1 2011.

OLIVEIRA, Lílian Blank de. Formação de docentes para o ensino religioso: perspectivas e impulsos a partir da ética social de Martinho Lutero. Doutorado em Teologia - Área de concentração: Educação e Religião. 2003, 230f. Escola Superior de Teologia: São Leopoldo: IEPG, abril de 2003.

OLIVEIRA. B.L. A formação de docentes para o Ensino Religioso no Brasil. leituras e tessituras1 Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 5, n.16, p. 247-267, set./dez. 2005.

PASSOS, João Décio 2007. Ensino religioso: construção de uma proposta. São Paulo: Paulinas 2007.

SOARES. L. M. A. Ciência da Religião, Ensino Religioso e Formação Docente. Revista Estudos da Religião. p. 1-18.Setembro,2009.




Diretos Autorais

 

A revista Gepesvida é de acesso livre. É, portanto, fundamental que o autor ao utilizar-se dela para publicação de trabalhos observe conduta apoiada em princípios éticos, de modo a respeitar o direito de propriedade intelectual sobre a obra a ser submetida. 

 Dessa maneira, as Revistas Eletrônicas do ICEP buscam agir sob uma política de publicação no intuito de proteger seus interesses como veículo divulgador da ciência, bem como garantir os interesses de seus colaboradores que aqui depositam sua confiança publicando o resultado de suas pesquisas científicas.


O termo de cessão que segue é regido pela lei n° 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.